sábado, novembro 01, 2008

DEPOIS DE RELER O ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA EM 2006

Afinal, o que são os seres humanos senão essa coisa impalpável, esse bólido, essa convulsão de defesas, de sentimentos apegados aos bolos em pequenas tábuas de salvação, mas no íntimo sempre temerosos de si mesmos, sempre com a sensação de presas fáceis do intangível?
O que são senão contumazes escravos de sonhos, cada vez mais ávidos e cegos, a ponto de se esquecerem da amplitude da realidade, da infinitude do mundo e transformarem o beco gris por onde, andrajosos de alma e de tudo, já nem se sentem passar no universo e o universo na cama onde destroçam seus sonhos? (alan)

Um comentário:

Márcio disse...

Alan,
Diria que os humanos são seres indecifráveis, estão perto e ao mesmo tempo tão longe de tudo que pareça lógico, apenas ocupam o espaço limitado para sua existência, compondo um texto que talvez ainda não tenha sido escrito ou quem sabe seja somente imaginável. Grande Abraço!
Márcio.